Helena Flores
Fotografia
prints da exposição Luz Interior

exposições · Photography · prémios

Luz interior na FNAC de Santa Catarina

Tenho andado a preparar a exposição do meu projecto Luz Interior, que é inaugurada na próxima terça-feira, pelas 18h, na FNAC de Santa Catarina, no Porto. Com isto, e com o trabalho na maternidade e as aulas no IPF, só há dias me apercebi que o júri do Prémio Novo Talento FNAC de Fotografia já tinha divulgado o argumentário que justificou a escolha do meu trabalho. O texto do Sérgio B Gomes, que gostei muito de ler, aborda algumas reflexões que eu própria tinha feito durante a realização deste trabalho para uma disciplina do curso do IPF, como neste parágrafo.

Luz Interior, o trabalho com que Helena Flores venceu o prémio Novo Talento FNAC Fotografia 2014, lembra-nos como a formação de imagens está muito para lá da capacidade técnica de as reproduzir. O exercício sensorial a que Helena se dedicou com Ana tem a força conceptual e o poder das coisas simples para nos fazer pensar na assombrosa riqueza da memória e num sentido tantas vezes esquecido – o tacto.

Noutro momento, o texto deste jornalista e autor do blogue Arte Photographica toca numa das questões que mais me interessou explorar, quando percebi que trabalho tinha entre mãos, graças às capacidades de desenho, de representação, de Ana, a rapariga invisual que conheci em Abril de 2014 e sem a qual este projecto teria sido impossível.

As imagens vertidas em Luz Interior incitam-nos a reconfigurar as nossas coordenadas em relação às imagens e à forma como apreendemos o que nos rodeia. Através de uma abordagem poética, filosófica e fenomenológica, Helena Flores baralha as noções de visível e de invisível, de ausência e de presença – mostra-nos como, afinal, a fotografia pode estar mais perto do sentir do que do olhar.

De facto, na parte do trabalho que me competia, foi preciso ir para além do olhar, e ultrapassar ideias feitas que nos cegam, para perceber o que aqui estava em causa. Por isso, antes de qualquer prémio, eu já me sentia feliz por esta descoberta. E por isso, mais uma vez, tenho de deixar um agradecimento à Ana por tudo o que me deu naquelas duas manhãs em que estivemos juntas no Parque de Serralves.

Apareçam na inauguração da exposição, na terça-feira, dia 10 de Fevereiro, ás 18h, na FNAC de Santa Catarina, no Porto. A Ana diz que também vai lá estar e gostava que a conhecessem. Estão convidados.

03/02/2015 • #, #, #, #

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *